Pular para o conteúdo

Agenda227

Agenda227

Agenda227

Agenda227

A retomada dos direitos fundamentais para a infância

19 janeiro 2023  |  Escrito por Comunicação Agenda227  |            

Será preciso coordenação entre diferentes ministérios para o novo governo reverter retrocessos e formular políticas estruturantes para crianças e adolescentes.

Artigo da Agenda 227 no Nexo Jornal. Imagem: print da publicação no Nexo Jornal

A retomada dos direitos fundamentais para a infância

*Rodrigo Hübner Mendes, superintendente do Instituto Rodrigo Mendes, e *Veet Vivarta, coordenador da área de Justiça e Primeira Infância da ANDI – Comunicação e Direitos, em coluna da Agenda 227 no Nexo Jornal (17/01), levantam os desafios do novo governo para a retomada e viabilização da pauta da prioridade absoluta.

O artigo traz uma análise do momento histórico vivenciado no país, desde a posse presidencial, marcada por um significativo simbolismo no que se refere ao reconhecimento da diversidade brasileira, até o cenário de retrocessos nas políticas públicas que afetaram diretamente crianças e adolescentes nos últimos anos.

Os colunistas apontam: “A ação deliberada ou a inação do governo anterior trouxe forte impacto para temas sensíveis à população de 0 a 18 anos. Cerca de 40% das crianças e dos adolescentes brasileiros viviam em pobreza monetária no início de 2020; 5,1 milhões de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos não tinham acesso à educação no Brasil em novembro de 2020, durante a pandemia, segundo o Unicef”.

Primeiras medidas do novo governo

Apesar da conjuntura, Rodrigo Mendes e Veet Vivarta avaliam como positivas algumas das primeiras medidas presidenciais, como: a derrubada do decreto que estimulava a segregação do ensino para pessoas com deficiência; as normas para acesso às armas de fogo; a recriação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e o aporte adicional de R$ 150,00 no Bolsa Família (por cada criança de 0 a 6 anos).

Também de forma positiva, destacam a composição dos ministérios considerados fundamentais para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes.

“É certo que esse olhar para o cuidado e o desenvolvimento integral das infâncias e das adolescências brasileiras não surgirá espontaneamente em todas as pastas e necessitará de forte coordenação para que as políticas públicas das diferentes áreas estejam integradas” – afirmam os articulistas.

 

Acesse o artigo na íntegra disponível na coluna da Agenda227 no Nexo Jornal.

 

*Rodrigo Hübner Mendes é fundador e superintendente do Instituto Rodrigo Mendes, uma das organizações que integra o Grupo de Coordenação e Articulação da Agenda 227. É graduado em Administração de Empresas e mestre em Gestão da Diversidade Humana pela Fundação Getúlio Vargas, onde atua como professor. É autor do livro “Educação Inclusiva na prática” e membro do Young Global Leaders (World Economic Forum) e empreendedor social Ashoka.

*Veet Vivarta é jornalista, coordenador da área de Justiça e Primeira Infância da ANDI – Comunicação e Direitos e integrante da equipe executiva da Agenda 227.

 

 

Descrição da imagem:

Banner retangular, print editado da publicação no Nexo Jornal. Fundo branco. Na parte superior da imagem, centralizado, logo do NEXO. Logo abaixo, alinhado à esquerda, sobre uma faixa horizontal bege e identificando a editoria, aparece o texto: “ponto.futuro”. Abaixo desse texto, centralizado na imagem, um retângulo bege com logo da Agenda 227 à esquerda; ao centro o texto “Agenda 227” e, logo abaixo, em destaque, o título da publicação: “A retomada dos direitos fundamentais para a infância”.

mais notícias

Agenda 227 realiza primeiro encontro da campanha nacional “Prioridade Absoluta nas Eleições 2024”

Em Belo Horizonte, o pré-candidato à prefeitura, Rogério Correia, e o ministro Márcio Macêdo receberam o documento de diretrizes elaborado pelo movimento.

Leia mais

Agenda 227 lança documento pautando a infância nas Eleições 2024

“Prioridade Absoluta nas Eleições 2024” – documento de diretrizes elaborado pelo movimento é destaque no portal do Observatório do Terceiro Setor.

Leia mais